A Saúde Cardiológica no Rio Grande do Norte ganha mais força com o aumento da oferta de serviços!

0 2.543

O acesso a serviços de saúde de qualidade não é um luxo, é um direito. No Rio Grande do Norte, novos programas e serviços cardiológicos estão sendo oferecidos, trazendo uma mudança significativa para a saúde e o bem-estar da população. Neste artigo, vamos explorar como essa oferta de serviços está melhorando a saúde de todos.

A Saúde Cardiológica no Rio Grande do Norte

A saúde cardiológica no Rio Grande do Norte tem sido beneficiada pelo aumento da oferta de serviços nos últimos 10 anos. O número de cardiologistas no estado cresceu 633%, passando de 30 profissionais em 2013 para 220 em 2022.

A Saúde Cardiológica no Rio Grande do Norte
Uma médica cardiologista feliz – Fonte/Reprodução: original.

O aumento desses médicos habilitados na assistência a cardiopatias permitiu o surgimento de iniciativas que atuam no diagnóstico e prevenção de doenças no coração dos potiguares.

Retomada dos transplantes

Um dos grandes marcos para a saúde do estado foi a retomada do procedimento de transplante de coração, que foi realizado no Hospital Rio Grande, único habilitado pelo Ministério da Saúde a fazer esse tipo de procedimento no estado. Desde então, 4 pacientes já foram beneficiados com o transplante, com aval concedido em 2021.

Posts Relacionados
1 De 27

A coordenadora clínica de transplantes cardíacos do Hospital Rio Grande, Lorena Marques, destaca que o transplante é uma janela de tempo muito curta e que antes os pacientes com insuficiência cardíaca eram encarados como doentes terminais.

Acesso às novas tecnologias

O presidente da Associação Médica do Rio Grande do Norte (AMRN), Itamar Ribeiro, destaca que o crescimento do número de cardiologistas no estado melhorou o acesso a tratamentos e da prevenção às patologias cardiovasculares. Além disso, os profissionais estão se especializando nas áreas específicas dentro da cardiologia.

Porém, ele afirma que o principal desafio ainda é melhorar o acesso da população às novas tecnologias, especialmente aos pacientes do SUS.

Iniciativas para prevenção

A Secretaria Estadual da Saúde Pública também passou a contar nos últimos anos com projetos que oferecem assistência cardiológica, entre eles o RN+Coração, em parceria com a ONG Amigos do Coração da Criança, que atua no diagnóstico precoce de crianças com cardiopatias congênitas. Assim, as pessoas têm mais acesso à prevenção e tratamentos adequados.

Deixe um comentário