Em quais praias em Natal RN há risco ao banhista?

0 1.148

Muitas vezes uma ida à praia pode se tornar algo mais perigoso do que o usual, seja por correntezas que nos pegam de surpresa ou até animais que podem nos machucar de várias formas. Sempre é bom manter em mente que há perigo em ir a qualquer praia. Não se deixe levar pela tranquilidade e paz, há perigos escondidos nas águas do mar.

No post de hoje, saberemos mais sobre as praias mais perigosas de Natal.

Há praias em Natal RN com riscos aos banhistas e quais esses?

Já é de conhecimento mundial que em Natal há praias belíssimas, ainda mais com cartões postais como o Morro do Careca e o Forte dos Reis Magos, mas atrás de uma beleza marinha inegável, algumas praias escondem perigos que podem pôr em risco a vida dos banhistas mais desapercebidos e incautos. 

Há praias em Natal RN com riscos aos banhistas e quais esses?
Praia em Natal. Fonte/Reprodução: original.

Um fator importante é ouvir quem mora no local há anos, saber quais pontos da praia pode haver um perigo escondido. Às vezes, nas mais tranquilas lagoas de água salgada, pode haver perigos traiçoeiros.

Que praias de Natal RN tem riscos por afogamento e quais os motivos?

Posts Relacionados
1 De 168

Algumas das praias da grande Natal apresentam risco de afogamento, listamos aqui algumas delas para que você fique atento se for visitar:

  • Ponta Negra: correntes de água que levam para os arrecifes; 
  • Praia do Meio: canais de corrente que levam a água de volta para o mar;
  • Redinha: canais de corrente que levam a água de volta para o mar;
  • Santa Rita: canais profundos e fortes que prendem os banhistas no fundo;
  • Pitangui: canais profundos e fortes que prendem os banhistas no fundo;
  • Jenipabú: canais de água submersa trazendo correntes fortes vindas da Redinha.

A Redinha coleciona um número de afogamentos cada vez mais frequentes, principalmente no verão, quando o número de banhistas praticamente triplica. Na maioria, os bombeiros conseguiram resgatar os banhistas, mas as mortes são inevitáveis.

Quais outras praias do RN são perigosas?

Dentre as praias mais perigosas do RN, se encontram Pipa e Búzios, no litoral sul, sendo essa última de grande perigo, pois apresenta correntes de retorno. Corrente de retorno significa que o mar puxa o banhista com muita força quando a onda retorna, por isso que é perigosa, normalmente ocorre em praias de água rasa.

Quais as principais queixas dos grupos de salvamento da orla marítima de Natal RN?

Segundo os bombeiros, falta mais bombeiros e os banhistas simplesmente não ouvem os alerta dos bombeiros. Os alerta de que não podiam entrar nas águas alcançaram um número alarmante, mais de 30 mil vezes foram ditas orientações. Infelizmente o povo segue sem ouvir e acontecem as fatalidades. 

Só neste ano de 2022, o RN segue com uma quantidade absurda de salvamentos: 136, sendo boa parte na praia de Pipa e na grande Natal. Os casos de fatalidade são poucos, pois os bombeiros estão cada vez mais atentos e prestativos. 

Quais as principais precauções dos banhistas ao entrar para banho em qualquer praia?

Além das placas de perigo, os bombeiros orientam os banhistas com algumas dicas de como ter cuidado ao entrar no mar:

  • Sempre observar se a praia tem guarda vida, perguntar á ele se pode ou não entrar no mar;
  • Observar as sinalizações, não questionar se é perigoso ou não, se está dizendo ser perigoso, é porque é;
  • Cuidado ao consumir álcool ou outras drogas pesadas, pois assim fica mais fácil se meter em um mar perigoso sem precaução;
  • Observar se a areia da praia é grossa, tem correntes mais fortes, ideal para os surfistas, mas péssima para banhistas;
  • Observar se existem zonas de arrebentação cortadas, ou seja, áreas que cortam a areia da praia.

Observando sempre se a praia tem guarda vida é imprescindível: eles sabem reconhecer todos os perigos de uma praia. 

O RN tem um litoral maravilhoso, com as mais lindas praias do Brasil, mas também que escondem perigos que precisamos saber reconhecer, caso não reconheça, siga as orientações do guarda vidas e das placas do local.

Deixe um comentário