Quais os mitos e lendas do Rio Grande do Norte e qual a origem?

0 1.500

O que você sabe sobre os mitos e lendas do Rio Grande do Norte? Existem muitas coisas que fazem com que fiquemos curiosos e as lendas e mitos fazem parte dessa categoria.

Cada estado brasileiro conta com suas lendas e mitos e claro que elas possuem suas origens. A seguir você vai conhecer alguns mitos e lendas do Rio Grande do Norte.

Neste conteúdo você vai ver quais são os mitos e lendas do Rio Grande do Norte, de onde surgiram, qual a origem e muito mais. Continue lendo para conferir!

Quais os mitos e lendas mais populares do Rio Grande do Norte?

Confira abaixo alguns mitos e lendas mais populares do Rio Grande do Norte:

  1. Os veados fantasmas;
  2. A botija do Jararaca;
  3. A santa cruz de Inharé;
  4. A serra da negra;
  5. Fantasma de Lampião no Memorial da Resistência.

Mais abaixo, nos próximos tópicos você vai conhecer mais lendas, mitos e como eles surgiram.

Posts Relacionados
1 De 112

De onde surgiram esses mitos e lendas?

Existem diversas lendas e mitos do estado do Rio Grande do Norte. Veja de onde surgiram esses mitos e lendas:

1- Os veados fantasmas 

Os veados fantasmas são animais míticos descritos como veados brancos ou pretos que aparecem durante o crepúsculo ou a noite em algumas partes da Europa. Eles são caracterizados como sendo animais misteriosos e sinistros que carregam consigo um sentimento de tristeza e desolação, vistos como presságios de morte ou de algum outro destino sombrio.

1- Os veados fantasmas 
Floresta assombrada. Fonte/Reprodução: original.

Algumas lendas dizem serem fantasmas dos veados mortos, enquanto outras afirmam serem veados vivos malditos por algum feiticeiro. É difícil confirmar se eles existem de verdade, mas muitas pessoas afirmam tê-los visto.

2- A botija do Jararaca

A lenda surgiu em Mossoró durante a batalha. Jararaca que era uma dos cangaceiros de Lampião mesmo ferido conseguiu se abrigar, juntou tudo o que tinha e enterrou. Segundo a lenda, mesmo após a sua morte, ele conseguiu mostrar para um comerciante onde o seu tesouro estava.

3- A santa cruz de Inharé

Mais ou menos ali na altura do Trairi e começo do rio Potengi, havia uma árvore que dela não se podia mexer, pois que tratasse ela mal, teria suas colheitas secas e animais agressivos atacavam a região. Um certo padre então tomou para si, dois galhos da árvore e fez uma cruz, fincou ela aos pés da árvore e lá sempre teve fartura e animais cantando. 

4- A serra da negra

No sudoeste da região do Seridó, no século XVIII, conta-se que uma negra escrava apaixonou-se pelo filho do senhor da fazenda, mas concluiu ser impossível, então foi a uma serra e ali enforcou-se em uma árvore aos pés da serra. Desde então que passava perto da serra, ouvia lamentos e gritos de tristeza do fantasma da negra.

Deu-se que lá formou uma comunidade e hoje existe a cidade de Serra Negra do Norte.

5- Fantasma de Lampião no Memorial da Resistência

Na cidade de São Gonçalo do Amarante, no estado do Rio Grande do Norte, existe um memorial dedicado à memória de Lampião, o famoso cangaceiro que lutou contra o governo durante a revolução brasileira. Conforme a lenda, Lampião ainda assombra o memorial. Diz a lenda que às vezes, ao entardecer, é possível ouvir os sons de seus passos e voz próximos ao lugar.

Cada lenda possui uma longa história, porém elas são ricas e muito interessantes.

Deixe um comentário