Seguro PIX, Vale A Pena?

0 315

À medida que os golpes se tornam mais comuns entre aqueles que usam o sistema de pagamento instantâneo PIX, os bancos estão introduzindo o seguro PIX. O sistema de seguros cobre até 30 mil transações. Santander, Itaú e Bradesco já oferecem essa opção de seguro.

O PIX atua no país há pouco mais de um ano e já possui aproximadamente 348 milhões de chaves cadastradas e 1,6 bilhão de transações realizadas, segundo dados do Banco Central (BC). Com a boa adesão dos brasileiros ao sistema de pagamentos, o aumento das fraudes segue um padrão semelhante.

Por isso, contratar um seguro PIX oferecido por instituições financeiras pode ser uma boa ideia para quem busca uma segurança extra no exercício de suas funções.

Como ter o seguro PIX

Para contratar o seguro PIX, é cobrada do cliente uma mensalidade que varia de R$ 3,50 a R$ 15,90. O custo da cobertura varia de R$ 1.500,00 a R$ 30.000, cada banco tendo sua própria moeda e valor de pagamento.

Seguro PIX, Vale A Pena?
Seguro PIX, Vale A Pena?

O acesso à cobertura de seguro só será obtido se o cliente provar que estava em perigo e em perigo no momento da transferência. Portanto, fraudes visíveis e o pagamento de boletos falsos, por exemplo, não estão incluídos na modalidade de seguro.

Posts Relacionados
1 De 45

Antes de contratar um serviço, é bom que o cliente analise os detalhes para determinar se é apropriado ter um seguro PIX.

Outros bancos estudam oferecer o seguro

Alguns bancos estão aprendendo se é possível oferecer o seguro PIX. Devido à proliferação de golpes conhecidos como “saidinhas”, as instituições financeiras visam fornecer esse modelo de seguro aos seus clientes em termos rentáveis.

Além disso, para conter o golpe de estado, o Banco Central reduziu o prazo de repasse do PIX. Das 20h às 6h, as transações não podem ser feitas.

Deixe um comentário