Qual a economia do Rio Grande do Norte?

2 455

Com múltiplas frentes, a economia do Rio Grande do Norte, agrega os três setores econômicos e apresenta destaques em produtos de cada segmento, esses produtos contribuem para a economia do estado tanto na comercialização de importação como de exportação.

Detalhes da economia do Rio Grande do Norte

Encontramos a ocorrência dos três setores na economia do Rio Grande do Norte.

Setor primário da economia do Rio Grande do Norte

Quando falamos do setor primário, a economia do Rio Grande do Norte encontra uma certa diversidade de produtos cultivados na região, nos quais, além de ser distribuído para comércio pelo país, também são exportados.

Setor primário da economia do Rio Grande do Norte
Cajus, Fonte/Reprodução; original.

Entre os produtos cultivados nesse setor teremos frutas (caju, melão, melancia, banana, mamão, coco, cana-de açúcar), grãos (arroz, feijão), mandioca, fumo, entre outros.

Posts Relacionados
1 De 16

Na área agropecuária há produção de bovinos, caprinos, suínos e galináceos. Outro produto muito produzido para comércio é o camarão.

Setor secundário da economia do Rio Grande do Norte

Em se tratando do setor secundário, o estado é produtor de itens como extração de petróleo, gás natural e sal marinho, sendo esses produtos, de grande relevância no desenvolvimento da economia do Rio Grande do Norte.

Ainda nesse setor, o estado produz cerâmica, cimento, alimentos, bebidas, tecidos, automóveis, outros derivados do petróleo, biocombustíveis e energia eólica que também se destacam na economia.

Terceiro setor da economia do Rio Grande do Norte

Para finalizar, o terceiro setor é atuante no turismo, o litoral potiguar é bem visitado e como consequência outras regiões do estado também, sendo mais um colaborador da economia do Rio Grande do Norte.

Qual o setor que mais contribui para a economia do estado?

Entre os três setores existem destaques de serviços e produtos mais relevantes para o desenvolvimento da economia no estado. No caso do primeiro setor a diversidade de produtos lavrados e a exportação de algumas frutas como o melão é um destaque.

No secundário, o estado contribui com a economia do Rio Grande do Norte com o petróleo, sendo o maior produtor nacional e também com o gás natural. E por fim o setor terciário tem o turismo como fonte consolidada para a economia.

A economia do Rio Grande do Norte é diversificada?

Como pudemos constatar os elementos que movem a economia do Rio Grande do Norte é bem diversificada, mesmo tendo destaques de produtos ou serviços por setor. A economia varia desde área de cultivo de produtos primários, passa por cadeias de produção em indústrias, atua no turismo e é bem consolidada no ramo de exportação do que produz.

Quais são as principais atividades econômicas do estado?

Um dos destaques já citados na economia do Rio Grande do Norte é a extração de petróleo, que apresentava considerada produção na época de 2012.

No decorrer dos anos até 2019, essa atividade apresentou um leve declínio em sua produção, mas assim que instituições privadas entraram na atividade, o crescimento na extração de petróleo foi retomado e ele aumentou consideravelmente, mais de 100%, no período entre 2019 e 2022. Assim, o estado volta a estar a frente na extração de petróleo no país.

O melão também é um produto em que o estado recebe destaque, a região de Mossoró foi eleita a região que liderava a venda da fruta tanto para o país como para exportação em 2021, conforme matéria escrita por KIST, Benno Bernardo. Rio Grande do Norte tem fazenda com maior produção de melão do mundo.GAZ.07 de dez. de 2021.

Por esses exemplos podemos afirmar a riqueza existente do estado no que diz respeito a sua contribuição para a economia de modo geral, visto que existem outras atividades que também têm desenvolvimento semelhante às citadas, sendo os produtos distribuídos para o estado, nosso território e abrangendo outros países.

Mostrar comentários (2)